quinta-feira, 21 de junho de 2018

Desejos...

Estremeço,
ao pensar
em lhe tocar...
Nossas mãos unidas,
olhares trocados,
cheios de desejos,
vontades...
Nossos lábios
encontrando-se
para
dar aquele beijo
tão esperado,
sonhado....
Beijos ardentes,
corpos quentes,
línguas se procurando,
nossos corpos
roçando...
Para o nosso prazer,
faremos amor,
com tesão,paixão,alma & coração.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Desejos e lembranças

Eu e você frente a frente...
É o medo e o desejo;
É desconfiança e a esperança;
É o grito e o silencio;
É o gelo derretendo a mão no fogo...
Eu e você frente a frente
É ter sempre que me confrontar;
Encarar meus erros e as minhas razões...
As minhas verdades e as minhas ilusões;
Meu poder e a minha impotência;
A minha liberdade e os meus limites...
Quando eu to na sua frente,
Eu sinto toda a minha dor,
Mas só na sua frente eu posso sentir todo o meu amor ...
Olhares Ávidos... Pernas que Tremelicam...
Choro da Alma... Por Medos que ficam...
Medo da Perda... Da Solidão...
Do “Nunca mais”... Dor no Coração...

Saudade do Gosto, da Seiva Lasciva...
Saudade do Cheiro, da Expectativa...
Do Toque, do Abraço... Inflamado... Carente
Também do Amasso... Desvairado... Urgente...

Quisera tua Alma ser Menos Pedante...
Menos Presumida sem tanta Vaidade...
E quando eu, Lembrar Disso... Ate Nesse Instante...
Ficarei Lembrando...
Sao lembrancas revividas a cada dia... a cada momento... a cada eternidade...

quarta-feira, 28 de março de 2018

Lembranças...


Como a garça triste, que chora de frio, bem la na beira do rio, procurando a expectativa perdida, que me devolvessem o sorriso já esquecido e o lindo gosto pela vida...
Que a muito tempo foram tiradas  de minhas fracas mãos,
Trazemdo o vazio infinito, deixando a lembrança de tudo o que foi perdido,
Em cenas que fazem o coração estar partido,
Enquanto a alma chora, enlutada para sempre, por causa da alegria que um dia se fora...
Ah, quando ainda haviam estradas a serem trilhadas...
Quando ainda haviam historias a serem contadas...
Quando havia a fé para poder acreditar...
Quando o nada era apenas uma palavra vazia...
Quando a depressao era uma terra estranha...
Quando tudo tinha cor...
Como a vida surgia bela... 
Como o sol resplandecia imponente...
Quando a aurora brilhava como a
Lua em seu espetáculo...
Quando o barulho das crianças eram como musicas suaves....
Quando sorrir ainda valia a pena...
Eram tempos que a poesia alegrava e o poema trazia amor...
Eram tempos que as rosas eram belas, mesmo quando estavam murchas...
Quando a lágrima era gostosa como o mel...
Quando anseiavámos pelo amanhã para novas histórias e novos sorrisos vivermos...
Dia após dia é a mesma luta...
Uma luta onde nao há vitoriosos...
E todos sao derrotados,
Pois a esperanca que os fazia acreditar,
fora perdida pelo caminho..
Pela mão do homem falso veio a ruina...
O amigo de si mesmo feriu com força a nossa alma...
Trazendo uma perda muito maior do que se imagima...
Sorrir para esconder a agonia se torna um exercicio diáro...
Porque não queremos dividir a nossa dor, Pois até no sofrimento somos egoistas!

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

My way ( meu jeito)


E agora o fim está próximo
Então eu encaro a cortina final
Meu amigo, Eu vou falar claro
Eu irei expor meu caso do qual tenho certeza

Eu vivi uma vida por inteiro
Eu viajei por cada e em todas as estradas
E mais, muito mais que isso
Eu fiz do meu jeito

Arrependimentos, eu tive alguns
Mas então,  tão poucos para mencionar
Eu fiz, o que eu tinha que fazer
E eu vi tudo, sem exceção

Eu planejei cada caminho do mapa
Cada passo, ao longo da estrada
Oh, mais, muito mais que isso
Eu fiz do meu jeito

Sim,
Teve horas,
Eu tenho certeza de que você sabe
Quando eu mordi mais que eu podia mastigar

Mas, entretanto, quando havia dúvidas
Eu engoli e cuspi fora
Eu encarei tudo isso e continuei altivo
E fiz do meu jeito

Eu amei, eu sorri e chorei
Tive minhas falhas, minha parte de derrotas
E agora como as lágrimas descem
Eu acho tudo tão divertido

De pensar que eu fiz tudo
E talvez eu diga, não de uma maneira tímida
Oh não, não eu
Eu fiz do meu jeito

E o que é um homem, senão o que ele tem
Se não ele mesmo, então ele não tem nada
Para dizer as coisas que ele sente de verdade
E não as palavras de alguem que se ajoelha

Os registros mostram,
Que eu recebi as desvanenças
E fiz do meu jeito...

Sim, esse era meu jeito

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Angustia e Saudade

Sinto a angustia;
De não ver o seu olhar;
Estou triste por não poder te tocar;
Sinto meus dias me matarem;
Estou triste a te esperar;
Tendo alucinações de que pela aquela porta;
Você vai entrar;
E de toda a minha dor ira me curar;

Em que seu amor,
Vai me libertar da minha maldição;
De ser um anjo decaído com uma missão;
Encontrar o verdadeiro amor dentro dessa eterna ilusão;
De um mundo sem perdão;
Não quero te perder;
Quero ao seu lado sempre estar;

Para minha tristeza afastar;
E me livrar da angustia;
De ficar dias e noites a te esperar;
Esperando que um dia;
Em meus braços você vai estar;
Tenho saudades de dias que nunca voltarão;

Dias em que nos amávamos;
Entre a escuridão da noite;
Estou a vagar para de minha maldição me livrar;
Quero encontrar meu coração;
Quero te amar alem de dias de escuridão;
Entre dias de sol não posso te amar;

Minha maldição me faz vagar na mais sombria escuridão;
Quero um dia poder me libertar;
E em seus braços quero sempre estar;
Estou sozinho nessa escuridão;
Como um anjo perdido sem direção;

Quero um dia encontrar o meu caminho;
Para nunca mais vagar sozinho;
Sinto sua falta;
Quero um dia novamente estar ao seu lado;
Poder te olhar e sentir seu coração.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Saudade...

A saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor,
Ou quando alguém ou algo não deixa que esse amor siga,
Ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Lobo solitário

O Lobo solitário é valente e forte, mas tem seus medos e angustias
Acuado fica agressivo, solto até tenta proximidade dos seus pares,
Mas ele até por instinto machuca quem gosta...
É instintivo, é de sua natureza vorás...
É belo e admirável, porém intocável, sempre em defesa de seu pequeno território...
Dentro de si é imensidão se sonhos e sentimentos, todos inconfessáveis e irrevelados.
Do medo de ser aprisionado vem sua força arredia, do medo da prisão sem muros vem seu uivo de dor, força e sentimentos..

Tristeza...

Distante assim meu riso é pranto
É lágrima de saudade
De tristeza metade
E metade de encanto
Um tanto felicidade
E amor outro tanto!

Distante assim sou casa vazia
Sou do beijo lembrança
Sem par em dança
Resquício de alegria
Amor que não se cansa
Distância tripudia!

Tão perto assim sou mãos dadas
Um dormir nos braços
Acordar no abraço
De bocas coladas
É um não cansaço
De fazermos nada!

Tão perto assim sou você
Um caso perfeito
Seu corpo, seu beijo, seu jeito
E um medo de perder
Sou amor que bate no peito
Eternidade a me envolver.