quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Angustia e Saudade

Sinto a angustia;
De não ver o seu olhar;
Estou triste por não poder te tocar;
Sinto meus dias me matarem;
Estou triste a te esperar;
Tendo alucinações de que pela aquela porta;
Você vai entrar;
E de toda a minha dor ira me curar;

Em que seu amor,
Vai me libertar da minha maldição;
De ser um anjo decaído com uma missão;
Encontrar o verdadeiro amor dentro dessa eterna ilusão;
De um mundo sem perdão;
Não quero te perder;
Quero ao seu lado sempre estar;

Para minha tristeza afastar;
E me livrar da angustia;
De ficar dias e noites a te esperar;
Esperando que um dia;
Em meus braços você vai estar;
Tenho saudades de dias que nunca voltarão;

Dias em que nos amávamos;
Entre a escuridão da noite;
Estou a vagar para de minha maldição me livrar;
Quero encontrar meu coração;
Quero te amar alem de dias de escuridão;
Entre dias de sol não posso te amar;

Minha maldição me faz vagar na mais sombria escuridão;
Quero um dia poder me libertar;
E em seus braços quero sempre estar;
Estou sozinho nessa escuridão;
Como um anjo perdido sem direção;

Quero um dia encontrar o meu caminho;
Para nunca mais vagar sozinho;
Sinto sua falta;
Quero um dia novamente estar ao seu lado;
Poder te olhar e sentir seu coração.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Saudade...

A saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor,
Ou quando alguém ou algo não deixa que esse amor siga,
Ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Lobo solitário

O Lobo solitário é valente e forte, mas tem seus medos e angustias
Acuado fica agressivo, solto até tenta proximidade dos seus pares,
Mas ele até por instinto machuca quem gosta...
É instintivo, é de sua natureza vorás...
É belo e admirável, porém intocável, sempre em defesa de seu pequeno território...
Dentro de si é imensidão se sonhos e sentimentos, todos inconfessáveis e irrevelados.
Do medo de ser aprisionado vem sua força arredia, do medo da prisão sem muros vem seu uivo de dor, força e sentimentos..

Tristeza...

Distante assim meu riso é pranto
É lágrima de saudade
De tristeza metade
E metade de encanto
Um tanto felicidade
E amor outro tanto!

Distante assim sou casa vazia
Sou do beijo lembrança
Sem par em dança
Resquício de alegria
Amor que não se cansa
Distância tripudia!

Tão perto assim sou mãos dadas
Um dormir nos braços
Acordar no abraço
De bocas coladas
É um não cansaço
De fazermos nada!

Tão perto assim sou você
Um caso perfeito
Seu corpo, seu beijo, seu jeito
E um medo de perder
Sou amor que bate no peito
Eternidade a me envolver.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

MINHAS LEMBRANÇAS DE UM TEMPO IDO

Se choram de novo os beirais
eu Me embalo com o seu lamento...
A solidão pesa demais,a angústia da ausência infinita..
Por um dia de sol insistentemente eu imploro,
Cai a chuva como triste pranto
Desesperado,me prosto ao chão
Também o meu doloroso desencanto,
como punhal envenenado açoita o meu coração.

se Já choram de novo os beirais
Lágrimas de um céu em terrível  desespero
Louvam os pássaros seus tristes  ais,
E eu já na insisto na Vida que tanto quero.
Não vejo pressa de por nada lutar...
Quem sabe numa angustiante madrugada fria e molhada,
Ou quando o meu tempo encerrar
E a Vida p'ra mim já  fôr menos do que nada.

E ai vejo que já não choram mais os tais beirais
Se calam em descanso eterno e merecido
Já são as mais tereiveis memória nada mais..
Memória dum tempo ído.

Agora sou eu aqui quem chora
Porque de fato já se encurta a terrivel Vida
Meus sonhos foram para sempre embora
Ando de sonhos desprovido...
nao ha o que sonhar... apenas o lamentar...

sábado, 16 de dezembro de 2017

Liberdade

Para meu coração basta teu peito
para tua liberdade bastam minhas asas.
Desde minha boca chegará até o céu
o que estava dormindo sobre tua alma.

E em ti a ilusão de cada dia.
Chegas como o sereno às corolas.
Escavas o horizonte com tua ausência
Eternamente em fuga como a onda.

Eu disse que cantavas no vento
como os pinheiros e como os hastes.
Como eles és alta e taciturna.
e entristeces prontamente, como uma viagem.

Acolhedora como um velho caminho.
Te povoa ecos e vozes nostálgicas.
eu despertei e as vezes emigram e fogem
pássaros que dormiam em tua alma.

Não é da minha natureza esperar que me dêem liberdade,
não espero pelo pouco que há de essencial na vida.
Sendo liberdade uma delas, eu mesmo me concedo.
Ser livre não me ensinou a amar direito, se por direito entende-se
este amor preestabelecido, mais me ensinou as sutilezas do sentimento, que,afinal, é o que caracteriza e o torna pessoal e irreproduzível.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Amor de alma

Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus - ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

sábado, 2 de dezembro de 2017

O AMOR IMPOSSIVEL

O amor impossível,
Que faz mais visível
Por dentro de mim...
Nos becos da alma,
Nos cantos da boca,
Nos sonhos enfim...

O amor não conhece
Não quer, nem merece...
No frio da razão...
Nos faz invencíveis,
Nos torna invisíveis
Na luz da paixão.

É a nossa história
Nosso romance...
Contado ao avesso,
Pagando os pecados,
Que não cometeu...

Do amor impossível,
O imprevisível
Conspira por nós...
De qualquer distância
Eu vejo os teus olhos,
E ouço a tua voz...