quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

adeus escuridão



Por muitos caminhos eu andei
Várias vezes eu tropecei
Caminhei no escuro
Sempre senti medo
Não me sentia seguro


Desejei muitas das vezes ver o horizonte
Enxergar a beleza das flores
Ver no céu o arco Iris
me encantar co suas cores


Mas a mão do destino deu seu golpe
me reduziu a quase nada
tirou me a percepção
eu sei o que é ser uma tralha


O pavor de pisar sem saber em que pisamos
ir ao outro lado da avenida
sem saber se La do outro lado
eu chegaria com vida


não enxergar a beleza dos sorrisos
nem a beleza feminina em meu caminho
desconhecer a face de meus amigos
sentir me perdido e sozinho


essa era a minha vida até então
até a hora do celular tocar
e num momento que eu já mais esperava
uma voz veio meu coração alegrar


nasci de novo hoje
voltaram-se as esperanças perdidas
voltarei de novo a enxergar
da vida a inda posso o melhor esperar


medo, sim
insegurança, sim
não pense que é fácil esperar
mas não vou desistir
vou nisso ate chegar ao fim


vou vencer a cegueira
vou expulsar a escuridão
luz, câmera, ação
vou de novo viver com emoção


a escuridão que até hoje me acompanhou
não mais poderá estar aqui
a luz voltou a brilhar
vou então puder cantar assim:


então minha’lma canta a ti, Senhor
Tão grande és tu, tão grande és tu
Então minha’lma canta a ti, Senhor...
Grandioso és tu... Grandioso és tu!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Questões de uma vida cheia de por quês…

esperança

 

Por que o sol aquece se nem todos apreciam o calor?

Por que cai a chuva se nem todos necessitam dela?

Por que se fazem os caminhos se nem todos podem caminhar?

Por que as rosas ainda brotam se nem todos sabem apreciar a sua beleza?

Por que as estrelas brilham se nem todos olham para cima para vê-las?

Por que a lua ainda se mostra esplêndida se nem todos tem razão para observá-las?

Por que temos de sorrir se a vida nem sempre nos da motivos para isso?por que temos sonhos se nem todos os sonhos podemos realizar?

Por que temos de continuar a seguir em frente se na verdade não queremos mais seguir coisa alguma, e sim, queremos parar e esperar?

A vida tem muitos por quês mas ela mesma não se põe a responder nenhum dessas inúmeras questões... Prefere se manter na incógnita, sempre nos deixando na curiosidade... Por quê?

Por que caímos se não há razão para se levantar?

Por que se levantar se não há nada que nos impele a reagir?

Por que reagir se fomos mortalmente feridos pelo aguilhão da vida?

Por que temos de perguntar “por quê”, se na verdade deveríamos perguntar “para quê”?

Na verdade dentro de minha alma existe indagações infinitas, sei que não encontrarei todas as respostas que eu procuro, mas existe uma força maior do que a minha que me determina a reagir e tentar lutar por mim mesmo, por minha felicidade, para ver se eu consigo ao menos mudar a minha realidade...

Necessito que se abra uma porta no meu caminho e me tire dessa agonia, essa angustia que me mata por dentro aos poucos, de forma covarde e dolorosa...

Mas onde está então essa porta?

Como devo procurá-la,e e caso eu a encontre, deverei me perguntar por que a enconrei se na verdade eu não sei aonde vou chegar...

Sinto-me perdido, sem anseios, desiludido... mas não vencido!

Não sei como e nem quando, mas sei que vencerei esse deserto... Encontrarei as respostas e serei enfim feliz... Quem sabe nessa vida ainda poderei ter motivos para sorrir e dizer que o sol ainda é belo, pois seu calor coopera para a vida, a chuva é bem vinda, pois ela traz água que molha a terra seca e produz assim vida, os caminhos existem para que aqueles que querem chegar a algum lugar, as rosas ainda brotam, pois elas mostram que a vida tem a sua beleza na simplicidade e sem as rosas a vida seria cinzenta... não é por que alguém possa não apreciar as rosas que elas deixarão de embelezar a vida.

Sorrimos por que temos dentro de nós acesa a esperança de que ainda vamos alcançar nossos sonhos, e sorrir ainda é o melhor remédio no meio das crises.

Eu vivo, pois fui um felizardo por ter essa oportunidade e ainda tenho tempo para deixar na história a minha marca....

Eu vivo, pois descobri em meio as ruínas de minha existência que ainda posso sorrir, e vou sorrir sempre pois eu amo... o amor que me pegou de jeito....

Ainda que não me trouxesse todas as respostas, mas me trouxe uma excelente razão para seguir em frente e lutar...

Esperarei pelo tempo de Deus, sim, mas esperarei confiante em que ainda vou poder dar o maior sorriso de minha vida....

O sorriso que terei quando ao seu lado eu estiver....

É por isso que eu vivo... Para acreditar que no amanhã de Deus eu serei feliz...

domingo, 21 de novembro de 2010

Melancolia de um amor perdido…

cuore

Meu coração está dolorido,

mortalmente ferido...

Um dia não mais estarei aqui

em breve irei voar até alcançar as estrelas;

As mesmas que me guiavam nas noites angustiosas

quando eu, sozinho, caminhava perdido!

A vida tem seu curso passageiro,

o tempo passa ligeiro;

As lembranças que de você eu guardo

são fortes, são reais,

de momentos eternamente especiais;

O amor que por você ainda sinto

me petrifica, paraliza...

é um doer infinito!

É a sua ausência, essa dor que machuca a alma

essa dor se alimenta da sua ausência,

me tira toda a paz e a calma,
é um peso com grande eminência

de mágoas a flor da pele

vontade de gritar com o mundo

para ver se me sinto mais leve!

Ah, como é sensivel o coração!

Efêmero como pétalas de rosas

Que sofre nessa solidão!

Sinto-me agoniado,

entristecido pela vida me negar

o direito de sorrir feli;z

Sinto meu coração perdido

jogado de lado, esquecido...

Tantas vezez tentei por você lutar,

poder viver ao teu lado, te acompanhar

ao encontro da morada de meus sonhos

ao foco de nossos sonhos mais lindos;

Os que jamais poderei ver realizar...

Eu sabia que as minhas chances eram poucas,

que poderia não vencer nessa história louca

desastrosa historia de amor..

Platonicamente platonico na realidade

O laço da vida foi maldoso, sem nenhuma piedade!

As feridas são dolorosas, angustiantes,

estao abertas, com chagas atormentantes!

São feridas cobertas de dor,
não desaparecerão facilmente,

É a dor da falta de teu amor!

Sinto-me o ultimo dos homens,

chateado, ignorado, quase ninguem...

Um andarilho sem causa...

Faltam´me as forças também!

Levo a saudade em meus olhos tristonhos

saudade de quem tanto amei ...

Sou réu confesso de milhares de pecados,

que a minha natureza imperfeita realizou,

desejos de coração apaixonado

Doces mistérios, loucuras do amor...

Mas agora nada me resta, já esta tudo acabado,

foi-se a vontade de viver...

Perdi a noção do ser,

caminho perdido, sem rumo

Em busca do não-sei-o-quê:

Minha’lma grita independente do meu querer:

eu quero muito estar com você...

A solidão bate em minha porta,

sinto-me em um enorme vazio...

Minha esperança esta morta

Meu coraçãoe stá gelado, frio...

Eu me perco em pensamentos negativos,

Caminho como um pária perdido

Esqueço me do que é o verdadeiro amor...

Como acreditar em algo que me faz sofrer de dor?

Quando essa dor tera fim?

Será que a vida voltará a sorrir para mim?

Perdi todas as boas expectativas dessa vida,

em mim já nao resta mais nenhum bem...

Mas levo na alma a tua voz que jamais será esquecida

que deslumbrado ouvi com muita emoção

trazendo-me uma alegria outrora vivida

em forma de frases e cantos que me afastaram a antiga solidão,

cativando assim o meu solitário coração...

Mulher, há poesia no olhar sedutor,

fascínio envolvente da lua prateada

da divina natureza todo esplendor,

faróis que iluminaram a minha estrada...

Mesmo em minha existência desiludida,

eu caminharei por todos os dias de minha vida

com esse profundo amor em meu coração...

Jamais deixarei essa emoção ser esquecida!
Esse é amor que vence a barreira da do tempo e distânciadDesafiando as limitações do mundo virtual,

fazendo alimentar com vigor a esperança

de um dia voltar a ter você em meus braços de forma real;

Em minha trajetória quero saber a razão

de ao buscar te encontrar eu me perder,

nos labirintos dolorosos que me levaram ao teu coração;

nesse amor sublime que jamais vou esquecer...

Tenho na vida decepções que me marcaram

nessa ilusão que alimentou os dias meus,
Amizades que minha alma conquistaram
e me deixando sem ao menos um adeus!

Em ciladas traiçoeiras eu cai,

Sofri tanto,

e me obrigaram desta história desistir,

me fazendo me derramar em pranto;

Deixarei aqui os meus versos,

que ficarão a mercê do tempo...

O tempo que apaga tudo o que um dia teve algum sentido

as memórias são elos fragmentados levados pelo vento

são lembranças de um poeta anônimo e esquecido,

que de sua alma expressa teu sentimento,

que para você foram sinceros em todos os momentos,

mas que agorase destinam ao mar do esquecimento...

Coração partido por um amor perdido

lagrima

Hoje eu acordei revivendo as emoções...

a dor no peito incomoda sem cessar,

a lembrança que o tempo não pode apagar!

Tento entender mas respostas não encontro;

Piso sozinho nesse deserto insólito,

a solidão é o maior dos sofrimentos,

essa angustia eu já não agüento!

Eu preciso de um alento!

A luz se apagou,

andando em trevas novamente estou;

A brisa cessou,

pela tempestade é por onde vou;

A alegria já não há em meu coração...

Na boca o maravilhoso sabor de mel

deu lugar a agonia da perda

e a um triste gosto de fel!

Na mesma rapidez que você veio,

assim você se foi;

Deixando-me novamente perdido em meios a pensamentos

tirou-me o gosto pela vi.da

fazendo-me a andar em caminhos de dor e sofrimento!

“Por que” é uma pergunta sem resposta,

a vida sempre age assim

Nos põe em situações e nos faz de idiota!

Eu e você sonhamos,

mas deste lindo sonho acordamos;

O peso da triste realidade

é isso que encontramos!

Ter amor assim é um castigo,

longe dos olhos,

distante dos meus braços,

mas dentro de meu coração...

Sofrimento infinito!

Será que eu posso crer que um dia

verei isso tudo acabar

e mudar o quadro dessa situação

Seguir em frente sem olhar para o passado

E assim me ver livre desse fardo?

Se pudéssemos olhar o amanhã,

e antecipar as ações da vida,

e assim ter as nossas vidas hoje prevenidas....

Mas ela nos arma as suas ciladas

nos põe em situações

onde chorar não resolve nada!

Temos apenas que aprender a nos levantar,

seguir em frente e tentar ao menos paz encontrar

pois o bicho do amor

esse pode nos decepcionar!

Uns nascem para sorrir,

Outros para se lamentar!

Então eu vou seguir em frente,

tentarei para o ontem não olhar;

Só não me peça para te esquecer,

isso eu sei que não vai dar!

Levarei você na lembrança,

Cada palavra, cada gesto e seu jeito de ser,

seu jeito maroto de criança,

cada momento,

todas as esperanças...

Levarei tudo em meu pensamento!

Eu queria então um jeito,

para não mais amar...

queria sim corrigir esse defeito:

Evitar me apaixonar!

O amor é um sentimento traiçoeiro;

Ao mesmo momento que ele nos dá prazer

ele tudo se transforma, de um jeito trapaceiro

Em um enorme castigo, onde viver é sofrer,

para ser feliz não há jeito!

Mas assim mesmo é a vida!

Não devemos parar por causa disso;

Se por um acaso nessa cilada você caiu,

Levante e ensaie um sorriso...

Siga em frente, seu mundo ainda não ruiu...

Um dia essa dor que nos consome

ela se apaga de dentro da gente

você descobre que sofrer é vicioso,

por isso assim mesmo prossiga em frente!

Lembre-se do aviso:

Atrás vem gente!

As nossas lembranças são eternas,

essas permanecem aqui dentro do coração;

Nos fazendo sempre lembrar

e suspirar de emoção!

Pois são memórias eternas de uma linda paixão

que nos fez sonhar e acreditar

nos desígnios do coração!

Eu de nada me arrependo...

eu posso assim dizer

que tive coragem de sonhar!

mesmo perdendo esse amor,

tranqüilo eu vou estar,

pois eu não cruzei os braços...

Eu tive coragem de amar!

Ainda estou aqui com tua ausência sofrendo,

mas mesmo assim eu sigo dizendo:

Eu sou grato a Deus por você encontrar,

de todas as suas sabedorias,

eu sempre vou me recordar!

O pior covarde é aquele que não tenta lutar,

por ter medo de sofrer...

Prefere se a solidão se entregar,

acaba seus dias sem saber o que é o verdadeiro amar...

Não há nenhuma lembrança para reviver,

nenhuma emoção para sentir,

desconhece o verdadeiro prazer,

e não sabe o que é sorrir,

não há saudade em seu coração,

pois nunca vai poder entender

o doce sabor de uma linda paixão!

 

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

POR QUE NOS AMAMOS ?

 

2core

Ao olhar em seus olhos

sentindo seu cheiro

ouvindo as tuas palavras

observando o seu jeito,

Busquei dentro de mim uma resposta

Por que eu existo?

Queria entender agora

Descobrir essa resposta eu necessito

Seus olhos brilharam ao se encontrarem com os meus

senti o tremor de suas mãos,

percebi como sua carne estremeceu...

Vi o acelerar de seu coração

e ouvi a voz de sua alma

que se misturou com o clamor de meu ser;

Você necessitava renascer das suas cinzas

E eu precisava amar você!

Vi a luz em seus olhos,

em seu sorriso disfarçado eu vi a sua essência,

Vi a harmonia em sua áurea,

descobri em você a razão para minha existência!

Tu que ali estavas diante de mim

pequena, frágil, insegura, perdida,

sem esperança para seu futuro

com sua alma abatida e ferida

tu buscavas seu porto seguro!

Era como olhar para mim mesmo

um reflexo fiel em um espelho!

Vi a minha vida refletida na sua,

O mesmo roteiro!

És minha alma gêmea, falo isso sem medo!

Amei-te a primeira vista,

o coração em meu peito se inquietou,

não era apenas um mero desejo ou paixão

e nem um fraquejar do coração!

O amor entrou em mim,o coração não hesitou

A ti entreguei meu sentimento,

Minha vida eu te entreguei

Sem ter medo em nenhum momento!

Na certeza de que a razão que eu buscava

eu enfim em você encontrei!

Cheia de imperfeições,

cheia de marcas e feridas

e sua vida repleta de frustrações,

sua alma certamente dolorida,

tu perdida em seus passos,

projetando se para um amanha amargo

já quase sentimentalmente vegetando,

carregando um triste fardo...

foi assim eu te v...i

tal qual eu via a mim próprio

coração amargurado pelo cansaço da vida

perguntas sem respostas

pedra perdida em um jogo de consorcio!

Caminhando em estradas sem um mapa

não conhecia meu amanha

meu destino era um nada!

Em trevas interiores assentado eu estava

Meu ser ali aprisionado

caminhar eu já não agüentava

meu fardo era tão pesado!

Dentro de mim não havia paz

Era sim um inferno !

Meu ser buscava um porto seguro

Para sair daquele isolamento eterno!

Foi ai que sua luz veio e me tirou daquele apuro,

seu calor aqueceu o gelo de meu coração.

Você me ensinou a viver

E trouxe me de volta a alegria e a emoção

Restituiu me o prazer de sorrir;

Me ensinou de novo a enxergar as lindas cores

O amor verdadeiro você me ensinou a sentir

E encheu meu jardim das mais belas flores!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O mais importante é o amor

CORIMTIOS

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.

E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.

Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.

(Paulo de Tarso – 1ª Corintios 13)

FRAGMENTOS DE MINHA PERSONALIDADE

manrel40

Sou como a luz que ilumina na escuridão

Sou como leme que da direção á embarcação

Sou como a nuvem que passa e deixa saudade

Sempre em busca da felicidade!

Sou o começo meio e fim de mim mesmo

Meu corpo um dia ao pó voltará

Mas a minha essência viverá alem do infinito0

Tenho nas veias a química do amor

E na mente o sonho da vida eterna

Busco nas ciências divinas respostas

E nas estrelas o meu destino...

Para onde irei?

Onde chegarei?

O amanha é uma incógnita

O ontem é uma saudade sem fim

Resta-me apenas a certeza do hoje

Do agora, esse é o momento!

Nessa vida temos apenas uma certeza:

Um dia cessará todo o sofrimento

E ai dormiremos o sono dos nossos ancestrais

Esse momento não se sabe quando

A morte não manda aviso

Estar atento e preparado é preciso!

Pavor não terei jamais!

Não há vitoria para os indecisos!

A maior derrota é não lutar

O maior desacerto é ter medo

Medo de sorrir, de viver, de ser feliz

Peço ao Criador que me de sempre forças

Para eu atingir as escolhas que fiz

Atingir meu ideal!

Para que eu possa estar pronto

Para que na surpresa da morte

Eu esteja ali pronto para a ela dizer:

Faça seu serviço, lacaia sem sorte!

Eu sou alguém que espera em Deus

Mas corro atrás dos sonhos meus

Quero regressar ao pro do sol

E em meu leito sorrir

Pela certeza do dever cumprido

Longe de mim ser a alegria de meus ini9migos

A esses quero q eu de pé

Testemunhem a minha vitoria...

É assim que eu vou escrevendo a minha historia

Na certeza de que em minha fé terei a glória

Dos que esperam em Deus

Sem temer quem me possa aferir

Mas descansando nos braços teus!

O amor que está em meu coração é especial

Eterno e leal

Me faz feliz e completo

Descobri que quando eu nasci

Os portais dos céus estavam abertos!

Seguirei em frente sem desistir@

Lutarei enquanto vida em mim existir

Darei o melhor de mim

“siga sempre em frente”

Deus me falou assim!

Pois na vida não vale a pena perder tempo

Olhando o passado

Pensando no que não foi ou deixou de ser

Alimentando mal sentimento!

Melhor é olhar para frente

Ter esperança no futuro

Se levantar e lutar pelo ideal

Acreditar em Deus e na nossa capacidade

Saber que na estrada da vida

Só caminham os que acreditam na felicidade!

JOSÉ - Homenagem à Carlos Drumont de Aandrade

jose


E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, você?
você que é sem nome,
que zomba dos outros,
você que faz versos,
que ama protesta,
e agora, José?
Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?
E agora, José?
Sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro, sua incoerência,
seu ódio - e agora?
Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?
Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse…
Mas você não morre,
você é duro, José!
Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja a galope,
você marcha, José!
José, pra onde?

drumont

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Meu Eu em Você




Eu sou o brilho dos teus olhos ao me olhar

Sou o teu sorriso ao ganhar um beijo meu
Eu sou teu corpo inteiro a se arrepiar
Quando em meus braços você se acolheu

Eu sou o teu segredo mais oculto
Teu desejo mais profundo, Teu querer
Tua fome de prazer, sem disfarçar
Sou a fonte de alegria, Sou o teu sonhar

Eu sou a tua sombra, Eu sou teu guia
Sou teu luar em plena luz do dia
Sou tua pele, proteção, Sou teu calor
Eu sou teu cheiro a perfumar o nosso amor


Eu sou tua saudade reprimida
Sou teu sangrar ao ver minha partida
Sou teu peito a apelar gritar de dor
Ao se ver ainda mais distante do meu amor


Sou teu ego, Tua alma
Sou teu céu, O teu inferno, A tua calma
Eu Sou teu tudo, Sou teu nada
Sou apenas a tua amada
Eu sou teu mundo, Sou teu poder
Sou tua vida, Sou meu eu em você

domingo, 14 de novembro de 2010

MISTÉRIO DO AMOR

 

misterio

 

Há mistérios que nunca terão respsotas

Passam-se os milênios

E por mais que se buscam

Não se esclarecem

Pesquisas não discernem

A ciência e nem a matemática traz respostas

São coisas que nãos e entende...

O amor é um mistério que não se responde

Não se esclarece

Nem se explica;

Desde o primeiro

ate o derradeiro,

ninguém escapa de seus laços surpreendentes!

O amor é a prisão inevitável

Da qual não há fugitivo;

É o laço onde todos caem,

Os braços do amor abraçam a todos

Não importa cor, raça

Escolaridade, grau social!

O amor, como a morte, ele pega geral!

Tem sua hora

Tem seu momento

Mas não manda aviso,

Não manda convite

E nNão se pode prever!

Ao amor não se resiste

O amor vem de mansinho

de forma barulhenta e violenta

ele nos pega sem eu caminho...

A passos certos ele se estabelece

Faz suas vitimas

Aprisiona... escraviza... causa dor

Faz chorar, sofrer...

Tem poder de levantar um ser humano do chão

Mas também de sepultá-lo definitivamente

Ele liberta a alma triste da prisão da solidão

Mas põe algemas indestrutíveis que prendem o coração!

É uma luz na vida de quem anda no caminho escuro do erro

Mas traz as trevas na vida d e quem não é correspondido

Traz calor para o coração mais gelado

mas congela a alma do ama sozinho

é a bussola que nos mostra a vida

mas é a seta do que anda na contra mão

quem ama conhece a glória da vida

o amor busca apenas o amor

e mesmo com muita dor

embeleza a nossa história

Fazendo a vida ser linda!

Em sua astucia o amor aparece/

de forma inusitada ele se estabelece

quando se da conta

já somos suas presas

já não tem jeito

a não ser o de se entregar e viver

o amor que se propõe

entrega total!

Devotada e de uma forma em geral

sem receios,

acreditar que isso é real...

o amor é a mais prazerosa das dores

mas não vivo sem amor

tenhod e amar

preciso amar

que quero amar

eu amo ...

se em meus lábios brota um sorriso,

ou em meus olhos uma lagrima,

se ando ou corro

se caminho ou fico parado

se levanto após cair

se luto sem desistir

se enfrento que se levanta contra mim

se desafio os inimigos ate o fim

se vou vencer a guerra

é por que eu amo

amo de uma forma eterna

especial...

nunca vivi nada igual...

descobri o amor assim, dessa forma

sem malicias,

sem traumas,

sem cobranças

eterna...

sem esperar nada em troca

apenas o amor!

ah, o amor...

quero muito viver isso

sofrer com essa dor

saber que de qualquer forma

no fim da batalha do amor

serei vencedor!

Não há quem me separe do meu amor

Não há quem destrua esse sentimento

Amarei de forma integra

Viverei esse lindo momento

Que será eterno!

Você não estará mais só

Seja ao céu ou ao inferno

Estarei sempre a teu lado

Sempre seguirei os seus passos!

O amor entrou em mim e

Eu era triste e isolado

Hoje me sinto realizado

Por você me deixou apaixonado...

imagesCAIRNAEG

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

DELÍRIOS

delirios
Sentir você é como sentir a vida
Seu calor aquece minha pele
penetra em meu ser
Seu toque é profundo
Mexe com tudo dentro de mim
Me fazendo contorcer de prazer;
Sua voz é como a melodia dos anjos
Enriquecem meus tímpanos
Com sua doce sinfonia
Linda melodia!
Seu olhar é penetrante
É como espada afiada
minha alma é esmiuçada
ao ver seu olhar
ao sentir seu observar....
Seus seios são como torres do amor
fonte inesgotável de tesão
venha saciar-me, rogo-te!
Sossegue meu coração!
Deixe me fazer a escalada do prazer
Como é forte essa emoção!
Quero lamber-te todinha
Te enlouquecer de amor e prazer
Fazer você gemer
Fazer você ser toda minha!
Seu umbigo é como Oasis em meio a deserto
Paraíso perdido
Um segredo escondido!
Quero estar sempre contigo!
Ai está seu sexo
Isso me deixa sem nexo!
Vê-lo já fico sem teto
Como enxergando o firmamento celestial
Desperta-me desejos de um jeito quase bestial
É um abismo infinito
Os gozos são infindos
Delirantes gemidos...
Deixe-me entrar nesse seu mundo,
Viver esse amor em um sonho profundo
Quando este amor me foi revelado
Me tornei seu escravo amante apaixonado!
Deixe-me tocar em suas pernas
Que são lindas como gazelas
Beijar-te sua boca
Sentir sua língua que me acende
Meu sangue fica tão quente!
Quero passear em seu corpo com meus dedos perdidos
E em forma de delírios
Fazer jorrar meu prazer
Te fazer gemer junto comigo!
Ir ao céu sem sair de cima de você
Ou mesmo de lado
Te mostrar o quanto sou por ti apaixonado!
Ou você em cima de mim
Dando o melhor de ti
A melhor parte eu tenho
Como é bom te amar assim...

DESEJO DO PRAZER

sensual3

 

Ao ver-te desnudar-te assim

diante de meu olhar cobiçador

entre desejo e sentimentos

sonho e realidade

de eterna cumplicidade,

meu coração oscila

meu pensamento vacila

meu corpo quer o seu corpo

minha carne só quer sentir a magia

e toda a forma de encanto

que esse desejo me propõe

em algum recanto...

 

Meus dedos famintos

desenham a anatomia de nossos corpos

minhas mãos ousadas passeiam por suas curvas

minha língua venenosa sente seu sabor

aprecio sua essência perigosa

sua carne é viciosa!

 

Quero a tua boca deliciosa

sua língua ávida

é como se a sua pele fosse ácida

deixando me sem ar

fazendo me delirar

sacie-me, vem, esse desejo profundo

refresca-me esse calor absurdo

que envolve a minha alma em seu mundo!

 

Faz-me fartar sem eu corpo desnudo,

de me de seus deliciosos seios

seu corpo em meu corpo

acalmando meus anseios

fazendo de mim o teu aconchego!

quero seus gemidos e gozos

seu prazer eu almejo!

 

Você é a minha eterna alucinação

onde mistura-se amor e paixão

és um amor impar sem igual e insubstituível

tu que acalenta meu coração!

 

Seu desejo deixa meu corpo em festa

seu olhar escraviza-me a seu coração

sou prisioneiro dessa paixão

sim, és minha força, minha inspiração!

 

Ao seu lado quero alcançar os sonhos

quero ultrapassar todos os limites

quero num mergulhar profundo

conhecer o seu mundo

e cruzar a linha do horizonte

e contigo atravessar a ponte que une o infinito

onde o sol se esconde

para viver esse amor bendito!

 

Nessa mistura de amor e prazer

te fazer feliz será sempre meu dever

nada poderá mudar essa hostoria

haverá sempre lutas

mas juntos desfrutaremos de grande vitoria!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

A melhor maneira de viajar é sentir ♥♥ Uma homenagem à Fernando Pessoa ♥♥

 

viajar

Afinal, a melhor maneira de viajar é sentir.
Sentir tudo de todas as maneiras.
Sentir tudo excessivamente,
Porque todas as coisas são, em verdade, excessivas
E toda a realidade é um excesso, uma violência,
Uma alucinação extraordinariamente nítida
Que vivemos todos em comum com a fúria das almas,
O centro para onde tendem as estranhas forças centrífugas
Que são as psiques humanas no seu acordo de sentidos.
Quanto mais eu sinta, quanto mais eu sinta como várias pessoas,
Quanto mais personalidade eu tiver,
Quanto mais intensamente, estridentemente as tiver,
Quanto mais simultaneamente sentir com todas elas,
Quanto mais unificadamente diverso, dispersadamente atento,
Estiver, sentir, viver, for,
Mais possuirei a existência total do universo,
Mais completo serei pelo espaço inteiro fora.
Mais análogo serei a Deus, seja ele quem for,
Porque, seja ele quem for, com certeza que é Tudo,
E fora d'Ele há só Ele, e Tudo para Ele é pouco.
Cada alma é uma escada para Deus,
Cada alma é um corredor-Universo para Deus,
Cada alma é um rio correndo por margens de Externo
Para Deus e em Deus com um sussurro soturno.
Sursum corda! Erguei as almas! Toda a Matéria é Espírito,
Porque Matéria e Espírito são apenas nomes confusos
Dados à grande sombra que ensopa o Exterior em sonho
E funde em Noite e Mistério o Universo Excessivo!
Sursum corda! Na noite acordo, o silêncio é grande,
As coisas, de braços cruzados sobre o peito, reparam
Com uma tristeza nobre para os meus olhos abertos
Que as vê como vagos vultos noturnos na noite negra.
Sursum corda! Acordo na noite e sinto-me diverso.
Todo o Mundo com a sua forma visível do costume
Jaz no fundo dum poço e faz um ruído confuso,
Escuto-o, e no meu coração um grande pasmo soluça.
Sursum corda! ó Terra, jardim suspenso, berço
Que embala a Alma dispersa da humanidade sucessiva!
Mãe verde e florida todos os anos recente,
Todos os anos vernal, estival, outonal, hiemal,
Todos os anos celebrando às mancheias as festas de Adônis
Num rito anterior a todas as significações,
Num grande culto em tumulto pelas montanhas e os vales!
Grande coração pulsando no peito nu dos vulcões,
Grande voz acordando em cataratas e mares,
Grande bacante ébria do Movimento e da Mudança,
Em cio de vegetação e florescência rompendo
Teu próprio corpo de terra e rochas, teu corpo submisso
A tua própria vontade transtornadora e eterna!
Mãe carinhosa e unânime dos ventos, dos mares, dos prados,
Vertiginosa mãe dos vendavais e ciclones,
Mãe caprichosa que faz vegetar e secar,
Que perturba as próprias estações e confunde
Num beijo imaterial os sóis e as chuvas e os ventos!
Sursum corda! Reparo para ti e todo eu sou um hino!
Tudo em mim como um satélite da tua dinâmica intima
Volteia serpenteando, ficando como um anel
Nevoento, de sensações reminescidas e vagas,
Em torno ao teu vulto interno, túrgido e fervoroso.
Ocupa de toda a tua força e de todo o teu poder quente
Meu coração a ti aberto!
Como uma espada traspassando meu ser erguido e extático,
Intersecciona com meu sangue, com a minha pele e os meus nervos,
Teu movimento contínuo, contíguo a ti própria sempre,
Sou um monte confuso de forças cheias de infinito
Tendendo em todas as direções para todos os lados do espaço,
A Vida, essa coisa enorme, é que prende tudo e tudo une
E faz com que todas as forças que raivam dentro de mim
Não passem de mim, nem quebrem meu ser, não partam meu corpo,
Não me arremessem, como uma bomba de Espírito que estoira
Em sangue e carne e alma espiritualizados para entre as estrelas,
Para além dos sóis de outros sistemas e dos astros remotos.
Tudo o que há dentro de mim tende a voltar a ser tudo.
Tudo o que há dentro de mim tende a despejar-me no chão,
No vasto chão supremo que não está em cima nem embaixo
Mas sob as estrelas e os sóis, sob as almas e os corpos
Por uma oblíqua posse dos nossos sentidos intelectuais.
Sou uma chama ascendendo, mas ascendo para baixo e para cima,
Ascendo para todos os lados ao mesmo tempo, sou um globo
De chamas explosivas buscando Deus e queimando
A crosta dos meus sentidos, o muro da minha lógica,
A minha inteligência limitadora e gelada.
Sou uma grande máquina movida por grandes correias
De que só vejo a parte que pega nos meus tambores,
O resto vai para além dos astros, passa para além dos sóis,
E nunca parece chegar ao tambor donde parte...
Meu corpo é um centro dum volante estupendo e infinito
Em marcha sempre vertiginosamente em torno de si,
Cruzando-se em todas as direções com outros volantes,
Que se entrepenetram e misturam, porque isto não é no espaço
Mas não sei onde espacial de uma outra maneira-Deus.
Dentro de mim estão presos e atados ao chao
Todos os movimentos que compõem o universo,
A fúria minuciosa e dos átomos,
A fúria de todas as chamas, a raiva de todos os ventos,
A espuma furiosa de todos os rios, que se precipitam,
A chuva com pedras atiradas de catapultas
De enormes exércitos de anões escondidos no céu.
Sou um formidável dinamismo obrigado ao equilíbrio
De estar dentro do meu corpo, de não transbordar da minh'alma.
Ruge, estoira, vence, quebra, estrondeia, sacode,
Freme, treme, espuma, venta, viola, explode,
Perde-te, transcende-te, circunda-te, vive-te, rompe e foge,
Sê com todo o meu corpo todo o universo e a vida,
Arde com todo o meu ser todos os lumes e luzes,
Risca com toda a minha alma todos os relâmpagos e fogos,
Sobrevive-me em minha vida em todas as direções!

pessoa

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

AMOR BANDIDO


A chuva cai do céu escuro,
Nuvens tremendas se acumulam...
As águas do céu molham a terra dura!
mas eu estou seguro!
Meu coração bate forte
estremece a minha estrutura!
Sinto meu ser molhado pela chuva do amor,
gotas de paixão vieram sobre mim
meu coração esta agora invadido...
Perdi a noção do que é certo ou proibido!
Apenas quero amar e ser amado!
Fazer a vida valer à pena
e ter um sentido para lutar:
Vencer a guerra que tenho para guerrear.


A natureza sem sua infinita sabedoria nos criou assim:
Homem e mulher..
Essências que se completam,
Histórias que se misturam ,
Se tornando apenas uma historia!
Uma só vida em duas formas,
A mesma alma em dois corpos..
Dois andarilhos no mesmo caminho!
Companheiros da vida!
Eternamente entrelaçados pela chuva do amor
pelas gotas de Eros
vivendo sentimentos e desejos eternos!


A vida sem você é intolerável!
Não ter seu amor é uma dor insuperável
Saber de seu amor...
Saber que sente minha falta
quando ao teu lado não estou;
Saber que me esperas a cada dia,
A cada minuto;
Isso me faz sentir-me o melhor dos seres
o mais privilegiado dos viventes;
Emociono-me com suas palavras
e com seu olhar ...
Que torna meu coração ardente
em desejos fortes de te amar
levando-me a delírios infinitos!
Sentimento profundo
demonstrados em meus gemidos!
Sei então que sem você
minha vida não teria o menor sentido
Amo você, meu amor bandido!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

MOMENTOS


Os momentos são eternos
As lembranças se tornam marcas
Que permanecem encravadas no coração
Fazendo-nos reviver sempre os momentos da paixão
Há! Lembrei-me de te
Ao ver um novo amanhecer
E ao sentir as primeiras brisas da manhã
Meu pensamento vai até você
Lembro-me do seu beijo
Do seu sorriso sem jeito
Do seu olhar quase que perfeito
Que fez nascer esse amor sem defeito


Lembro –me do seu toque
Que me ascende a fogueira da paixão
Desperta-me com muita emoção
Fazendo-me estremecer o coração
Penso-me como é bom a sua voz ouvir
Como sinfonia de arcanjos


O imenso coral de anjos
Sinfonia que cessa todo o meu pranto
Seu gemer que me faz estremecer
A vida sem você é desprovida de prazer
Lembrar de você e lembrar dos momentos já vividos
Dos prazeres outrora sentidos
Fazem-me ansioso contar todos os minutos
Em que espero de novo com você estar
Onde o bom do passado se torna um prazer do presente
Que aponto-me um futuro consciente
De que amei, amo e amarei você
Eternamente...